Prorrogadas até domingo as inscrições para oficinas e leituras de portfólio!

Quem ainda não se inscreveu para as Oficinas e Leituras de Portfólio do Pequeno Encontro da Fotografia vai ter mais dois dias para participar da seleção! As inscrições foram prorrogadas até domingo, 05/11. Serão três oficinas, ministradas por grandes nomes da fotografia nacional e internacional, além de duas turmas de leitura de portfólio. O Encontro vai de 10 a 12 deste mês e acontece no sítio histórico de Olinda.

Oficinas

Saiba um pouco sobre cada convidado e oficina:

* Fernanda Grigolin (PR/SP)
“A FOTOGRAFIA NO LIVRO EM TRÊS AÇÕES: PRODUZIR, EDITAR E CIRCULAR”

A oficina será voltada para o acompanhamento de projetos de livros com ênfase em fotografia, tendo como panos de fundo as etapas de produção, edição e circulação e a relação da fotografia com o livro de artista. Cada participante poderá trazer um livro em andamento ou realizar um novo para ser exibido durante os encontros.

Fernanda Grigolin é Artista Visual, editora, pesquisadora doutoranda em Artes Visuais na Unicamp. Atua há 15 anos com publicações, entre produção, edição, circulação e pesquisa. Realiza os projetos Tenda de Livros, Jornal de Borda e Arquivo 17. Possui especialização em Direitos Humanos (USP) e é mestra em artes visuais na UNICAMP. Recebeu os seguintes prêmios: Funarte Marc Ferrez de Fotografia (2012), o Proac Livro de Artista (2014),  Proac Publicações (2015) e Proac Artes Visuais (2016).

* Paulo Rossi (SP/PB)
“FOTOGRAFAR, EDITAR, EXPOR”

A oficina propõe vivenciar o processo de edição do ensaio fotográfico e da concepção de uma exposição fotográfica coletiva, visando elaborar uma proposta de exposição coletiva na qual o particular deverá constar no todo, e o todo no particular. Para participar da atividade é necessário possuir conhecimento da técnica fotográfica, do processamento de imagem (analógico e/ou digital), e ter realizado algum ensaio fotográfico (de caráter experimental ou documental) que deverá ser apresentado na forma impressa.

Paulo Rossi é paulistano radicado em João Pessoa, é fotógrafo e professor de fotografia. Foi coordenador dos cursos de fotografia da Casa das Artes Visuais (João Pessoa). Atualmente é professor universitário no IESP-PB, e no curso de Pós-graduação em Fotografia da FAAP, em São Paulo. Foi curador da exposição “Variações do feminino: bastidores do universo trans” em 2010 e 2013, e do projeto “Novíssimos: talentos da fotografia autoral na Paraíba”, 2013. Participou de várias exposições coletivas, dentre as quais Coletiva 11, com o ensaio Os peixes (João Pessoa, 2017) Narrativas e alteridades: o outro de nós (Fortaleza, 2016), Corpo Imagem dos Terreiros (Brasília, 2014), a mostra Setembro Fotográfico: Fotografia Paraibana, 2011, deVERcidade 2010 (iFOTO), Fortaleza, e 10ª Muestra de Documentales y Fotografía de América-Latina – 2010, Espanha. Em dezembro de 2011 foi selecionado para o Visionado Photoespaña em Santo Domingo, República Dominicana.

* Celso Oliveira (RJ/CE)
“IMAGEM ABERTA”

A oficina traz uma proposta dinâmica e colaborativa, como oportunidade de vivenciar o processo de edição fotográfica. Voltada para fotógrafos e fotógrafas com material já produzido, a oficina propõe um mergulho dos autores nas suas produções, a fim de expandir a compreensão de um mundo em que tudo virou imagem. Exercitando assim o aprimoramento do olhar para além do trivial. Os participantes deverão levar até 2 ensaios, com no máximo 10 fotos cada, para a realização da oficina.

Celso Oliveira é fotógrafo, carioca radicado em Fortaleza, trabalhou em importantes veículos da imprensa nacional como as revistas Veja e Visão, além dos Jornais O Globo, Meio Dia, O Povo e Diário do Nordeste. Foi laborista e fotógrafo da Agência Central de Fotojornalista (primeira agência de fotografia de São Paulo). Trabalhou para agências de publicidade como Ítalo Bianch, MPM, Mark Propaganda, CBC&A, Slogan Criação Ilimitada e For4. Em 1994 fundou a editora Foto-Arquivo Tempo D’Imagem, responsável por grandes publicações na área de fotografia, algumas de sua própria autoria. Nos mais de trinta anos de profissão, Celso Oliveira Participou de diversas exposições individuais e coletivas, ganhando reconhecimento nacional e internacional com um trabalho que revela além da paixão pela fotografia o olhar sensível sobre o cotidiano e a cultura do Brasil.

INSCRIÇÕES: https://goo.gl/F8C5Z2.

Leituras de Portfólio

As leituras de portfólio contarão com duas turmas de 7 pessoas cada. Os participantes terão direito a 20 minutos de diálogo com os leitores. Os responsáveis pelas leituras serão Paulo Rossi e o pernambucano Moacir dos Anjos. Saiba um pouco sobre o trabalho de Moacir:

* Moacir dos Anjos (PE)
Moacir dos Anjos é pesquisador da Fundação Joaquim Nabuco e foi diretor do Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães – MAMAM (2001-2006), Recife. Foi curador da 29ª Bienal de São Paulo (2010) e das exposições Cães sem Plumas (2014), no MAMAM,  A Queda do Céu (2015), no Paço das Artes, São Paulo, Adornos do Brasil Indígena – Resistências Contemporâneas (2016), no SESC Pinheiros, São Paulo, e Travessias 5 – Emergência (2017), no Galpão Bela Maré, Rio de Janeiro. É autor, entre outros, dos livros Local/Global. Arte em Trânsito (Zahar, 2005), ArteBra Crítica(Automática, 2010) e Contraditório. Arte, globalização e pertencimento (Cobogó, 2017), além de editor de Pertença, Caderno_SESC_Videobrasil 8, São Paulo (SESC/Videobrasil, 2012).

INSCRIÇÕES: https://goo.gl/n1tHBs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s